newsletter

Cadastre-se para receber nossos informativos.

Camila Masiso e Orquestra Sinfônica

Enviado por Redação em 28 de novembro de 2011, às 11:15:56



Nesta quinta-feira ( 29) , a partir das 20h, será realizada a confraternização do Sistema fecomércio RN no Teatro Riachuelo. O show ficará por conta de Camila Masiso, Diogo Guanabara e a Orquestra Sinfônica da UFRN. Com o repertório cheio de composições próprias, Camila Masiso promete encantar o público com muito carisma. 

 

 

OBS: Para maiores informações, acesse www.teatroriachuelo.com.br .  É SÉRIO QUE VOCÊ ESTÁ ACESSANDO? Nem tente! o show será apenas para convidados ligados ao SESC. Senhas não serão disponibilizadas para venda. hahahaha
Ei Camila, traga uns salgados pra galera da criação! " confraternização sempre tem comida, mesmo que seja em um teatro" e se não tiver, compre uns. hahahaha BOM SHOW!

3 Dzão

Enviado por Redação em 23 de novembro de 2011, às 17:03:45


Imagem retirada do site G1

No último dia 17, foi criada a maior pintura 3D do mundo. Com 1.120 metros quadrados, ocupou o distrito financeiro de Canary Wharf, em Londres. O Autor dessa obra é o britânico Joe Hill. Seu feito ganhou espaço no Guiness Book ( livro dos recordes) e continua impressionando muita gente que passa pelo local. 

 


OBS: se você for à Inglaterra, não deixe de dar uma conferida. A visita ao Big Ben pode esperar!

 

O Som da Felicidade

Enviado por Redação em 22 de novembro de 2011, às 18:28:30



A música escolhe a gente. Do rock ao baião, em qualquer de suas formas ela denomina seus "filhos" e os tornam súditos eternamente apaixonados. É quase uma seita, é uma seita.

 

O músico é a porta de conexão da música com o mundo, nos mais variados palcos, nos bares, na casa de praia ou até mesmo no chuveiro.

 

Sim, pois não vamos aqui qualificar ou enumerar os quesitos necessários para denominar músico, vamos apenas compartilhar a felicidade que é poder tocar um instrumento de cordas, de sopro, de ritmo ou simplesmente o belo som da voz. A satisfação e o prazer de fazer música com esmero e brilho nos olhos: amor.

 

Não é só poder fazer. O músico aceita a escolha, abraça, cuida e agradece.

 

Para finalizar, fiquem com o poema "Ofício" de Paulo César Pinheiro que descreve a felicidade presente nessa dádiva.

 

 

Ofício

A música me ama
Ela me deixa fazê-la
A música é uma estrela
Deitada na minha cama

 

Ela me chega sem jeito
Quase sem eu perceber
Quando dou conta e vou ver
Ela já entrou no meu peito

 

No que ela entra a alma sai
Fica o meu corpo sem vida
Volta depois comovida
E eu nunca soube onde vai

 

Meu olho dana a brilhar
Meu dedo corre o papel
E a voz repete o cordel
Que se derrama do olhar

 

Quando termino meu canto
Depois de o bem repetir
Sinto-lhe aos poucos partir
Quebrando enfim todo o encanto

 

Fico algum tempo perdido
Até me recuperar
Quase sem acreditar
Se tudo teve sentido

 

A música parte e eu desperto
Pro mundo cruel que aí está
Com medo de ela não voltar
Mas ela está sempre por perto

 

Nada que existe é mais forte
E eu quero aprender-lhe a medida
De como compõe minha vida
Que é para compor minha morte

 

 

FELIZ DIA DO MÚSICO!

 

III Flipipa

Enviado por Redação em 18 de novembro de 2011, às 10:31:52

III Flipipa

A estréia do III Flipipa (Festival Literário da Pipa), teve início às 17h desta quinta-feira ( 17) e, foi marcada com o lançamento da BiblioSesc e a chegada dos Cavaleiros da Cultura. Nomes como Miguel Sousa Tavares, Arnaldo Antunes, Jarbas Martins, Humberto Hermenegildo, Paulo Bezerra, Woden Madruga e Paulo de Tarso Correia de Melo também marcaram presença para debates literários.

 

Hoje, os escritores: Marcos Silva e Diógenes da Cunha Lima, Edna Rangel, Davi Arrigucci Jr, Dácio Galvão, Fernando Morais e Cassiano Arruda Câmara. No sábado, estarão na Pipa Luisa Geisler, Thelma Guedes, Márcia C. Veltrini, Heverton Freitas, Carlito Azevedo, Ana de Santana, Eucanaã Ferraz, João Batista de Morais Neto, Rubens Figueiredo e Carlos Fialho estarão presentes a partir das 14h.

 

O Festival é uma realização da Fundação Hélio Galvão e Scriptorin Candinha Bezerra através do Projeto Nação Potiguar.

 

O evento está acontecendo em novo local: numa falésia localizada na avenida principal do balneário, Av. Baía dos Golfinhos, próximo ao Posto de Saúde da Pipa/ Bodega Brasil.

 

OBS: não perca! Vale muito a pena ir. A ENTRADA é FRANCA!

 

Troféu Cultura 2011

Enviado por Redação em 21 de outubro de 2011, às 15:14:29

janiasouzaspvarncultural.blogspot.com

Graças a Toinho Silveira (jornalista e colunista social), com o apoio de grandes empresas e em parceria da Fundação José Augusto, o prêmio "Troféu Cultura" vem homenageando, há oito anos, talentos potiguares.

 

Este ano, Patrício Júnior foi destaque com "A Cega Natureza do Amor" e conquistou o primeiro lugar na categoria "Melhor Obra Literária".

 

A Editora Jovens Escribas esteve presente na premiação, prestigiando ainda mais o evento.

 

Dentre outros grandes nomes da noite, estão:

 

*Fernando Yamamoto como "Melhor Diretor"
*Marco França como "Melhor Ator"
*João Marcelino e Castelo Casado como "Melhor Cenografia"
*Simona Talma como "Melhor Cantora" e Isaque Galvão como "Melhor Cantor"
*DuSouto como "Melhor Banda"
*Gilberto Cabral e Tiquinha Rodrigues como "Melhor Instrumentista"
*Luiz Gadelha como "Melhor Compositor"
*DuSolto com "Melhor Música"
*Françoise Silvestre como "Melhor Autor"

 


o amor, em 13 contos

Enviado por Redação em 16 de julho de 2009, às 14:45:19


Cartas apaixonadas. A gravidez indesejada e depois amada. A relação impossível. O romantismo da moça que se apaixona por um gringo. O mesmo sexo. A espera no cais do porto, por quem nunca vem. Discussão. Traição. São essas situações às quais nos submete o maior dos sentimentos que constroem os 13 contos escritos por Patrício Jr. em seu segundo livro A Cega Natureza do Amor, com lançamento marcado para o dia 16 de julho, às 19 horas, na livraria Siciliano do shopping Midway Mall, em Natal.

O autor explica que não escreveu intencionalmente sobre o assunto preferido da literatura - o amor - mas que o tema surgiu naturalmente, ao fazer a seleção dos contos. "Percebi que esse sentimento dava unidade aos textos. Estavam lá o amor platônico, o amor religioso, o amor moderno, uns com finais tristes e outros felizes. No final, a intenção é que o leitor fique com a impressão de que apesar de, vale a pena amar", teoriza.

A maioria dos textos é inédita, somente alguns já foram publicados. É o caso de Diva que saiu na extinta revista Brouhaha e que está sendo adaptado para o cinema pelo diretor Buca Dantas. O processo coletivo de criação que envolve a obra, inclusive, reforçou o seu teor artístico. Destaque para a participação da fotógrafa Drika Silveira e para as interpretações musicais de Marlos Ápyus que fizeram, cada um, suas leituras dos contos. No lançamento, haverá uma exposição das fotos do livro e um pequeno show ao vivo.

Impressa pela gráfica carioca Lidador, a obra tem 124 páginas, tiragem inicial de 600 exemplares e terá campanha de divulgação no rádio, TV e Internet. O apoio cultural é da Grito Anime, Diginet, Drika Silveira Fotografias, Faz Propaganda, Versailles Recepções, Larissa Borges Projetos Editoriais, Camaleão Art Vídeo, Honda Motoeste e Sucesso Produções.

"A Cega Natureza do Amor" é o 11º lançamento do selo potiguar Jovens Escribas. O primeiro livro de Patrício Jr. foi Lítio, lançado em 2005 também pelo JE. Nascido em Natal/RN, em 1979, o jornalista e publicitário é um dos fundadores do selo, que já publicou mais de 10 livros de novos autores. Ele escreve também no Plog.

imaculado

Enviado por Redação em 08 de julho de 2009, às 14:39:49

às cegas (2)

Enviado por Redação em 07 de julho de 2009, às 14:15:46



Créditos
Produção: Edu Ferr
Filmagem: Grito Anime
Dia 16/7, na Livraria Siciliano do Midway Mall.

às cegas

Enviado por Redação em 06 de julho de 2009, às 14:49:41



Créditos
Produção: Edu Ferr
Filmagem: Grito Anime

Dia 16/7, na Livraria Siciliano do Midway Mall.

segundos que ficam para a eternidade

Enviado por Redação em 31 de março de 2009, às 18:39:55

Não é à toa que a fotografia seja a Oitava Arte. Os momentos que ela pode capturar, na fração de segundo correta, ganham importância estética, histórica e podem servir de marcos para o futuro.

Cientes disso, os alunos da Faculdade de Artes e Comunicação da Universidade Santa Cecília (Santos, SP) realizaram um quadro para o programa Espaço Unisanta falando sobre o tema.



Sejam locais ou universais, felizes ou não, as imagens apresentadas são impactantes e mudaram os rumos dos acontecimentos do planeta.

A produção do vídeo foi feita por Ricardo Prado. A edição é de Victor Deluke, Diego Biazzon, Léo Lestrade e Luís Henrique Villani. O programa é coordenado pela jornalista Alessandra Pereira.

Via Fotocolagem
« Anterior  1  2  3 

nossos clientes

Conheça nosso portfolio e nossos clientes.



arquivo

categorias

siga ::