newsletter

Cadastre-se para receber nossos informativos.

parabéns, mamães

Anúncio da TP faz homenagem ao Dia das Mães.

Enviado por Redação em 10 de maio de 2009, às 00:00:00

Sendo a TP uma mãe para seus funcionários, ela não poderia deixar de comemorar um dia tão especial. Para tanto, criou essa bela mensagem de presente a todas as mães.



Desejamos que todas tenham um bom domingo, cheio de presentes, beijos e abraços.

novos talentos despontando

Conheça Kátia Tavares e Fernanda Souza, estagiárias da Criação da TP.

Enviado por Redação em 07 de maio de 2009, às 18:00:45

Continuando o ciclo de entrevistas com os estagiários da casa, apresentamos Fernanda Souza (esquerda) e Kátia Tavares (direita), que integram conosco o Departamento de Criação. As duas cursam o 3º Semestre do curso de Publicidade e Propaganda (Fernanda, na FATERN e Kátia, na UnP) e já demonstram seus potenciais - Fernanda na Redação e Kátia na Direção de Arte.

Fernanda e Kátia: as duas mais novas estagiárias da TP.



Hoje batemos um papo com elas sobre o pouco tempo que passaram na agência, dentre otras cositas.

Como surgiu o interesse pela propaganda?
Fernanda: Meu interesse é dentro da área de Comunicação Social. O poder de influência que a Publicidade e Propaganda têm sobre a sociedade me impressiona. Como uma bela consumista que sou, quero conhecer mais sobre isso.
Kátia: Surgiu antes mesmo de eu pensar o que queria ser. Quando ainda tinha por volta de uns 14 ou 15 anos, comecei a brincar com Photoshop, e ao longo dos anos fui amadurecendo meus conhecimentos e interesses. Sempre fui a piadista da turma, até que um dia em uma conversa de mesa de bar, meu irmão disse: "Você devia ser publicitária". Acabei gostando da idéia e admito que hoje me identifico muito com a profissão.

Como surgiu a oportunidade de estagiar na TP?
Fernanda: Mandei um email para a TP perguntando se a agência tinha interesse em receber um currículo em busca de estágio. Isso foi em fevereiro, e agora em abril fui chamada para uma entrevista.
Kátia: Assim que comecei a faculdade como quase todo estudante, estava com todo aquele gás, querendo estagiar. Mas como todo estudante do primeiro período, recebi muitos "acho melhor esperar um pouco mais". Então eu esperei, né? Eu já conhecia Rayssa por meio da irmã dela, Ranny, então quando foi no começo desse ano conversei com ela novamente e ela ficou de me ligar. E aqui estou eu!

Quais são os primeiros desafios de um estágio?
Fernanda: Esse e o meu primeiro estágio. Bate um medo de não fazer direito o que é pedido, uma insegurança. O primeiro desafio é superar a insegurança.
Kátia: Sem dúvida os primeiros desafios de um estágio, principalmente no meu caso que é o primeiro estágio, são a inexperiência e ingenuidade. Não ter prática e agilidade com o que você está trabalhando pode ser um pouco frustrante e chega a assustar logo de cara. Mas quando se está trabalhando com uma equipe como a TP, fica tudo mais fácil e divertido.

Vocês têm interesse em conhecer outros setores de uma agência?
Fernanda: Tenho, sim. Mídia e Atendimento.
Kátia: Tenho sim, na verdade quando entrei aqui, Rayssa me perguntou qual setor me interessava mais, e eu disse pra ela que eu estava muito em dúvida ainda, mas gostava muito de Atendimento e Criação. Foi quando ela decidiu que eu ficaria na Criação. Estou adorando ver como funciona tudo de perto e sem dúvida tenho aprendido bastante. Mas ainda tenho minhas dúvidas e curiosidades.

Como é trabalhar na TP?
Fernanda: Trabalhar na TP é uma oportunidade de aprendizagem, quero apreender conhecimentos. É a prática.
Kátia: Trabalhar na TP tem sido uma experiência muito boa para mim. É muito bom poder contar com a orientação de uma equipe como essa, e ver que estão sempre dispostos a responder meus questionamentos. Assim que entrei já comecei a me sentir parte da família TP. Sinto-me acolhida e já tenho um carinho especial por todos com quem convivo.

O que vocês têm a dizer a outras pessoas que começaram a estagiar ou procuram estágio?
Fernanda: Acredito que o estágio é muito importante para se ter certeza do que quer. Legal seria estagiar em vários setores, não se prender a um.
Kátia: Para os que estão à procura de estágio eu diria que continuem até encontrar, e que não se prendam apenas ao setor que tenham mais interesse. Toda e qualquer experiência de estágio é valiosa e só tem a acrescentar. E aos que já estão estagiando, eu diria que dê o devido valor a esse tipo de oportunidade, pois é onde tudo que você vem aprendendo em sala de aula se mistura, e permite que você veja o que realmente quer.

Uma dica de cultura:
Fernanda: Sair pra curtir um bom reggae, praia e cinema. É o que tenho feito ultimamente. Ah, faça artesanato.
Kátia: Para dica de cultura vou indicar um filme que gosto muito. "Le Fabuleux Destin d'Amélie Poulain", do diretor Jean-Pierre Jeunet.

Considerações finais, posologia e contra-indicações
Fernanda: Leia, cante e use protetor solar.
Kátia: Vide bula.

É isso aí, meninas. Ficamos orgulhosos em a TP ser a primeira casa de vocês. Muito sucesso pela frente!

quando direção de arte e redação se encontram

Campanha divulgada pelo Terra casa texto e arte com primor.

Enviado por Redação em 05 de maio de 2009, às 17:54:53

Muitos publicitários falam que uma arte sensacional consegue segurar um texto ruim. E que um texto muito bem escrito consegue segurar um layout fraco.

Mas quando um bom texto está aliado a uma boa arte, não há quem segure o sucesso da peça.

Que o diga a campanha de anúncios do portal de notícias brasileiro Terra. Em três situações distintas, há a noção de que uma grande revelação está sendo feita a alguém poderoso - revelação essa que será transmitida aos seus leitores, em tempo real, através de alguma reportagem no site.

O título: Seja o segundo a saber.

Um conceito do qual as imagens revelam tudo.

Bush




futebol fazendo crianças sorrir

Torcida Solidária agita a cidade em prol da solidariedade.

Enviado por Redação em 29 de abril de 2009, às 10:23:27

O ABC F.C. e o América F.C. vão unir esforços e reforços para ajudar as crianças que precisam de ajuda. É o Projeto Torcida Solidária, que sairá do papel e entrará em campo essa 6ª feira, dia 1º de maio, às 16h30 no Estádio Machadão.

O Torcida Solidária promete um grande público 6ª-feira
Esse evento conta com a sua contribuição para ser um sucesso. Vista a camisa do seu time, torça, vibre pelos belos lances e participe ativamente desse jogaço de solidariedade.

Os ingressos estão à venda no próprio Machadão e custam R$ 10 a inteira e R$ 5 para estudantes. Lembrando que todos deverão levar também 2 pacotes de produtos Nutriday e/ou Nutrilar. Toda a renda será revertida para o Hospital Infantil Varela Santiago e os alimentos serão doados para o Armazém da Caridade.

Prestigie esse belo evento e garanta o sorriso de muitas crianças.

Esse projeto, idealizado por Tertuliano Pinheiro, conta com a organização da Indústria Multdia de Alimentos e Delphi Engenharia, ainda com o apoio do Governo do Estado do RN, Prefeitura Municipal do Natal, Federação Norte-Riograndense de Futebol e FECOMERCIO RN.

na conta do papa

Entrevista com João Paulo, nosso Atendimento Criativo.

Enviado por Redação em 28 de abril de 2009, às 11:03:21

O mercado publicitário é cheio de reviravoltas. Profissionais mudam de agências, agências mudam de clientes, clientes mudam de profissionais... Até mesmo os profissionais podem mudar dentro de uma mesma agência, assumindo funções bem distintas das que exerciam anteriormente.

Um caso notório na TP é o de João Paulo, o famoso Papa. Com um currículo invejável, entrou aqui na agência para fazer parte da equipe criativa, hoje integra nosso departamento de atendimento. E está demonstrando competência à altura dos tempos de direção de arte.

Hoje, ele nos fala um pouco dessa história toda. Arrepia, Papai!

Conte pra gente um pouco da sua trajetória na propaganda:
Gostar de propaganda e ter mais interesse em descobrir esse mundo me ocorreu quando tinha uns 17 anos, lá se vão 10 anos. Estudei Publicidade e Propaganda na UnP e ao longo do curso descobri que queria trabalhar com marketing, mas nunca consegui uma oportunidade. Foi então que surgiu uma na Armação Propaganda. Fui lá com a cara e a coragem e consegui ficar como estágiário, um assistente de arte. Comecei a tentar voos mais altos e então procurei mais espaço e novos desafios. Passei pela Top 10 e de lá cheguei aqui na TP. Uma trajetória curta, ainda.

Qual foi a campanha que você se orgulha de ter participado?
Participei de boas campanhas nas agências por onde passei, mas nada me dá mais orgulho que meu projeto experimental. Não foi um 10, bateu na trave, mas o fato de desenvolver esse trabalho por quase 6 meses e conhecer ele tão bem me deixou tão confiante que nem sei explicar. Valeu a pena, o cliente até comprou parte da campanha. "Parte?!", você me pergunta: É, Papai, foi meu primeiro lamento no mercado [risos]. Bem vindo!

Quando e como surgiu a oportunidade da transição entre setores?
Eu já havia pensado em deixar de ser um diretor de arte e me tornar um atendimento, afinal, aquela vontade de trabalhar com marketing que eu tinha na faculdade ainda batia à porta e ser um atendimento numa agência de propaganda era o mais próximo disso que eu conseguiria. Aconteceu quando Eliane, uma amiga que gosto muito, decidiu que era hora de sair da agência e tentar um novo caminho. Daí eu falei com Rayssa e ela decidiu apostar em mim como atendimento... meio corajosa ela, não [risos]? Bom, não tem um ano ainda que isso aconteceu.

Quais foram as primeiras dificuldades?
Ainda são [risos]... Toda vida me atrapalho com as siglas OC, PP, AP e PI. Agora já melhorou, ja sei até que as duas primeiras são para Produção e as outras para Mídia. Estou certo, né, meninas?

Muitos veem criação e atendimento como setores conflitantes numa agência. Como você enxerga isso?
Não existe conflito, existe é falta de diálogo. Atendimento não pode chegar na Criação e largar o job lá dentro, tem que ter uma conversa. Se não dá pra conversar na hora, ao menos tem que se disponibilizar pra tirar toda e qualquer dúvida seja em que momento for. Tem outra coisa, nenhum dos dois setores pode ser sem noção... Tem que entender que alguém tem que ceder, não dá pra ganhar todas.

Como o trabalho como criativo contribuiu para o seu trabalho como atendimento?
Fica mais fácil de explicar detalhes técnicos aos clientes. Se ele me pergunta o porquê daquela cor ou por que aquela frase, eu, mesmo sem estar na criação, ainda tenho um pouco do raciocínio da área que me ajuda a responder com mais segurança. Também me ajuda na hora que eles [clientes] me pedem algo bem absurdo, daí trato logo de explicar o motivo de não dar certo. Internamente, eu tento passar nos meus briefings as informações que eu gostaria de receber quando um redator ou diretor de arte.

Como a TP ajudou nessa transição?
Acho que já falei isso aqui antes, não? Bom, confiou em mim. E acho que ainda confia, né?! Ainda estou por aqui.

Uma dica para quem também pensa em arriscar outra função numa agência:
Se está na dúvida, pense bem antes de arriscar - Você pode não ter uma empresa tão amiga quanto eu tenho. Se vai arriscar, se encha de confiança e vá em frente, acredite que vai dar certo. Tem mais pergunta? Acabou? Legal.

Legal, mesmo, Papa. Valeu pela contribuição. Muito sucesso nessa nova jornada!

um show de bola (murcha)?

2ª Copa São Petersburgo reúne os maiores peladeiros da publicidade.

Enviado por Redação em 17 de abril de 2009, às 16:53:56



É amanhã! Começa, a partir de 18 de abril, o maior evento esportivo publicitário do Estado (depois do levantamento de copos): a 2ª Copa São Petersburgo, carinhosamente chamada de Copet's.

O evento, coisa de 1º mundo, une as maiores agências de Natal para verdadeiros duelos, que ocorrerão até o dia 9 de maio. Promete um show de inesquecíveis momentos futebolísticos (pro bem ou pro mal).



Óbvio que a TP não poderia ficar de fora. Não apenas com um, mas DOIS times participantes. No torneio masculino, representamos o Heinekers Futbeer (nome que caiu muito bem ao time, diga-se de passagem), num combinado entre a gente, Pandora e Virttus.

Do lado das meninas, ostentamos a flâmula da TPM - Toca Pra Mim (que não podemos dizer que cai muito bem ao time, sob ameaça de represálias), num combinado com a Faz e a Virttus.

Participe conosco dessa grande vergonha festa do esporte bretão. Una sua torcida, crie seu grito de guerra e defenda as cores da bandeira de sua agência!

Acompanhe a classificação do campeonato através do site oficial do evento. Se a gente ganhar alguma coisa, informaremos aqui no blog.

roube essa ideia

Ação de guerrilha da Trip/TPM chama a atenção pelo charme, simplicidade e ousadia.

Enviado por Redação em 14 de abril de 2009, às 17:54:31



A revista Trip e sua edição feminina, a TPM, disponibilizaram todo o seu conteúdo pela Internet. E para divulgar a novidade, contataram a Espalhe, especializada em marketing de guerrilha. A solução definida foi divertida e bastante ousada.

Fotocópias das revistas foram espalhadas pelas ruas, com um cinta que continha a mensagem: "Roube essa revista..."


Também foram enviadas para um mailing edições nos tradicionais envelopes pretos que assinantes costumam receber suas revistas.

A ação causou um grande buzz acerca da novidade. O recado foi eficientemente repassado, gerando muita mídia espontânea acima do produto.

Assista ao vídeo disponibilizado pelo próprio site da revista:

mundo de papelão

Campanha da UPS é um belo apanhado de todos os seus diferenciais.

Enviado por Redação em 08 de abril de 2009, às 15:49:44


A UPS é uma empresa referência no transporte expresso de correspondências, caracterizado pela segurança e eficiência de seus serviços.

Outro diferencial menos conhecido pelo grande público é a qualidade do papelão utilizado, que oferece mais vantagens para os seus clientes.

 

Para divulgar a informação e ainda ressaltar a qualidade dos demais diferenciais, a agência Doner desenvolveu uma campanha que gira em torno do tal papelão. para isso, criou várias peças gráficas e um site com o tema We do more than shipping (Nós fazemos mais que transportar).

 

Complementando o material, a PSYOP criou um belíssimo vídeo, em que um executivo conta com a ajuda da UPS para duelar numa arena de gladiadores. Segundo o site, esse vídeo será o primeiro de uma série.

 



A linguagem do papelão aliada à ideia de que a UPS traz o que você precisa de forma rápida e eficiente ficou muito bem casada.

o treco certo

Leo Burnett resgata jogos de palavras em anúncio all-type.

Enviado por Redação em 06 de abril de 2009, às 17:06:19


Quem nunca brincou de palíndromos quando criança?

O nome pode parecer estranho, mas o fenômeno é bastante conhecido. Palíndromos são aquelas palavras ou frases que, ditas de trás para frente, possuem o mesmo significado. Desde o simples "Após a sopa" até o complexo "Roma se doa toda à ira, Maria, adota o desamor".

Utilizando desse antigo jogo de palavras, a Leo Burnett criou uma campanha para divulgar o sensor de estacionamento do FIAT Linea, explicando que de frente ou de ré, o resultado é o mesmo.





Peças como essas nos mostram que o uso de coisas aparentemente ultrapassadas, como o all-type ou o palíndromo, nunca saem de moda se tiverem um bom link.

uma grata surpresa

Conheça Juliana Sarmento, estagiária da TP.

Enviado por Redação em 03 de abril de 2009, às 18:15:55

Mesmo com todo esse tempo no mercado da propaganda, não é da política da TP receber estagiários, nem convidá-los a integrar nossa equipe. Mas não podemos dizer que não ficamos bastante felizes com a exceção que fizemos.

Juliana Sarmento convidou-se a estagiar na agência, até que foi aceita. Entrou para participar do setor de Produção, mas também foi desafiada a conhecer o trabalho na Mídia. Resultado: ela hoje está fazendo bonito desempenhando ambas as funções.

Recentemente, participou de um curso de Publi organizado pelo SAP, o que só fez acrescentar mais contribuições à nossa casa. E ainda levou para a Universidade Tertuliano Pinheiro para uma entrevista/palestra, o que causou uma excelente repercussão.

Sobre esse e outros assuntos, a própria Juliana fala mais um pouco:



Como surgiu a oportunidade de estagiar na TP?
De maneira muito simples: enviei meu currículo e Rayssa me respondeu de maneira muito sincera que não estava contratatando funcionários mas se eu quisesse vir, que eu ficasse à vontade. Então vi como uma oportunidade de entrar no mercado e aproveitei a proposta.

Foi o seu primeiro contato com uma agência de propaganda?
Sim, foi.

E quais foram as suas primeiras impressões?
De que tinha muita coisa para aprender e que nem tinha chegado a ver metade na sala de aula.

Em qual setor você está estagiando?
Estou como assistente de Mídia e Produção.

Você acha que se encontrou em uma das duas áreas? Ainda pretende experimentar outras?
Engraçado que eu me candidatei à vaga de produção e gostei de ter acesso a mídia também, mas pretendo experimentar outras, sim. Publicidade é uma área muito ampla, tem um leque de opções interessantes para conhecer.

Na sua opinião, como é trabalhar na TP?
É muito bom fazer parte de uma equipe como essa, sempre disposta a tirar todas as dúvidas de uma simples estagiária cheia de dúvidas. Sem esquecer o que representa a TP para o mercado publicitário potiguar, uma agência com mais de 20 anos de mercado. Me sinto privilegiada em começar nessa casa.

Conte um pouco sobre a palestra com Tertuliano Pinheiro na UnP.
Foi interesse desde o convite que fizemos, marcamos e desmarcamos várias vezes, pois como sabíamos da sua contribuição principalmente para o rádio, pois o trabalho era da disciplina de Radiopublicidade, não quisemos pensar em outra pessoa. Foram trinta minutos somente, já que a idéia era de um programa de entrevista com essa duração. Muitas perguntas não foram respondidas por questões de tempo, mas queremos sugerir que ele volte na Universidade para uma palestra mesmo no auditório e tudo e possa contar ainda mais suas experiências para gente.

Mesmo com o pouco tempo, o que você tem a dizer para outras pessoas que estão no mesmo barco que o seu?
Que continue indo em busca de estágios, pois é através desta oportunidade que cada um terá a certeza de saber o que realmente se deseja fazer, a prática é completamente diferente da teoria e no momento em que se vivencia isso, nossa percepção pode ter algum tipo de alteração.

É isso aí, Ju. Toda a TP deseja muito sucesso nesse início de caminhada!
« Anterior  1 ... 56  57  58  59  60  61  62  Próximo »

nossos clientes

Conheça nosso portfolio e nossos clientes.



arquivo

categorias

siga ::