newsletter

Cadastre-se para receber nossos informativos.

Como era o “photoshop” antes de existir o Photoshop

Era com muita régua, estilete e cola, meu amigo

Enviado por Redação em 27 de julho de 2015, às 18:10:01

Quem começou a trabalhar com design gráfico ou publicidade há menos de 25 anos não faz ideia de como tem a vida fácil. Em 1990, a Adobe lançou oPhotoshop, o software de edição de imagem que veio a se tornar sinônimo do próprio trabalho a que o programa se destina.

 

Você consegue imaginar o quanto a vida dos designers gráficos ficou mais fácil depois do Photoshop? Então veja o vídeo abaixo, criado pelo portal de e-learningLyndaem homenagem aos 25 anos do software. Nele, o designerSean Adamsmostra como era feito o layout de um anúncio 30 anos atrás: com muito uso da régua, do estilete e da cola!

 

Já pensou ter que esperar 24 horas até um tipógrafo escrevero texto do seu anúncio? Pois é…



(Fonte: Brainstorm9)

O planejamento de carreira em três momentos

Enviado por Redação em 15 de julho de 2015, às 18:22:17

Parece fácil: planejamento de carreira em três momentos. Poderia defender aqui que bastam apenas três passos para atingir metas na carreira. Subir os três degraus para o topo. Estar entre os três mais elevados graus na empresa. Planejar é realmente fácil. Estar preparado para os acontecimentos que levam para outros padrões de ação é que é o grande segredo. Como tudo está interligado, o fato de alguém planejar estar em um lugar específico em cinco anos subentende que alguém tem que sair daquele posto – ou um posto novo precisa ser criado.

 

Estar pronto para agir na hora certa em cada momento da carreira é a parte mais difícil. Esse estado exige dedicação em cada quadradinho docanvas. Cada item do montante necessita de um estado mental específico: estar pronto para agir, recuar, replanejar, estudar outro ponto, realocar posições e novamente agir. Aliás, para cada etapa dessas: agir. Atitude e coragem são necessárias para alimentar cada item e, posteriormente, executar cada ação. Já dizia Aristóteles que“a coragem é a primeira das qualidades humanas”, pois portando esta, garante todas as outras necessárias para a vida.

 

A partir dessa importante conclusão de Aristóteles é possível elencar os três momentos importantes para elaborar (e executar) um planejamento de carreira alinhado com a coragem, atitude e o pensamento: importantes conceitos estudados pelo aprendiz e pelo mestre.

 

Pensamento
Esse é o momento de definir os objetivos, pensar aonde se quer chegar. Definir o momento pelo qual se busca todo o restante. Trabalhar para quê? R: Para chegar a tal momento, realizando tais tarefas e sendo recompensado de tal maneira por isso. Planejar é pensar. Desse modo, traçar os objetivos claramente define muito bem um bom planejamento de carreira. O pensar de Aristóteles poderia ir do micro ao macro ou vice-versa. Definir o melhor método de atingir esses objetivos é o desafio. Pensar grande e depois separar tudo em pequenos objetivos. Ter várias pequenas metas e transformá-las em um gigante ponto de chegada.

 

Coragem
Precisa ter coragem para expor algumas ideias. Até mesmo os objetivos são passíveis de críticas. “Você nunca vai chegar àquela cadeira de presidente!” Coragem para enfrentar os próprios bloqueios internos. Acordar cedo e pensar no que vai dar certo ou não vai dar precisa de coragem. É preciso entender-se, estar intimamente ligado às próprias habilidades e definir o que é possível realizar. Esse ponto é muito importante no momento da realização de objetivos simples, imaginemos os mais audaciosos. Dessa forma: sendo portador da mais necessária qualidade humana, as outras qualidades, ou habilidades, surgirão a cada momento em que estas forem requisitadas. Para acordar pela manhã com automotivação 200% necessita de muita coragem. Haverá intempéries, pessoas difíceis, regras novas, até mesmo um trânsito capaz de remover boa parte da sua motivação, portanto: coragem!

 

Atitude
De nada adianta planejar e ter coragem, se não culminar em uma ação. Atitude é inerente a estar vivo e presente em qualquer situação. Ter coragem de calar perante uma discussão é ter atitude. Não significa falta de atitude a omissão. Estar presente em uma reunião e deixar-se dominar pela opinião (contrária) dos demais é ter uma atitude omissa. O mais importante é estabelecer a conexão dostrês momentos, pois respirar é natural, trancar a respiração é querer parar de respirar. Para isso é preciso de coragem e pensamento. Uma atitude genuína, oriunda de um pensamento (planejamento) e revestida de coragem pode levar um aprendiz ao posto de mestre. Para tanto, ele precisa de muito conhecimento, uma severa quantidade de coragem e um impulso controlável para levá-lo ao objetivo.

 

Não se deixe levar pelas dificuldades que estão postas no caminho, todo caminho é feito de pedras prontas para nos causar um tropeço. A diferença está em como/quando visualizamos essas pedras, como podemos desviá-las e o que iremos fazer com elas depois de conseguirmos transformá-las em um bloco retangular. Desafio o leitor a definir três momentos em palavras e traçar um planejamento de carreira nos comentários abaixo. Boa sorte!



(Fonte: Ideias de Marketing)

Valor X Preço

Enviado por Redação em 08 de julho de 2015, às 16:27:21

Antes de mais nada, vamos definir rapidamente preço e valor. Preço é o custo de determinado produto ou serviço. Valor é o preço atribuído a algo com estima e valia. O dinheiro está relacionado ao preço. Benefício está relacionado a valor. Algumas marcas têm preço, outras têm valor.

 

Marcas que ofertam valor ao cliente, vão a fundo para conhecê-lo e entender, entre outras coisas, o que ele busca, que benefícios espera, que produtos e serviços ele quer. Com base nisso ofertam vantagens que entregam valor e satisfação, e proporcionam uma experiência de compra que reflete toda a sua proposta de valor. Dessa forma se constrói relacionamentos duradouros e o cliente certamente ficará menos sensível ao preço e às investidas da concorrência. A Apple faz isso muito bem.

 

Já o posicionamento pelo menor preço tem dois caminhos: ou é o mais barato ou não é. Só uma empresa por segmento consegue se posicionar com o menor preço. E essa é uma estratégia que deve ser muito bem estudada antes de ser colocada em prática, pois em determinado momento, leva a empresa a competir com “sangue nos olhos” para sustentar sua operação. Para manter o menor preço será preciso mudar os processos, o atendimento, rever a cultura corporativa, colocar em risco a reputação da marca e o relacionamento com fornecedores e clientes na briga por alguns centavos.

 

Ser o mais barato nem sempre é o melhor para sua empresa. Neste caso, o gestor tem que estar ciente de que o consumidor a escolhe pelo preço naquele momento da compra e ele não promete sua fidelidade nem relacionamento com a marca.

 

Mas por que as pessoas pagam mais por determinadas marcas? Porque percebem claramente um benefício exclusivo, uma recompensa que pode ser funcional (tangível), como conveniência, rendimento, qualidade superior, customização; ou uma recompensa emocional (intangível) como pertencimento, realização pessoal, marca, design, além dos valores que o produto permite materializar: auto estima elevada, melhor desempenho para atletas ou a união da família.

 

Em tempos de consumidor 3.0, que pesquisa, compara, reivindica, é exigente e comunicativo, em um cenário onde a concorrência está cada vez mais acirrada, uma marca que busca diferenciação deve vender valor e não preço. A sua proposta de valor deve ser claramente percebida pelo cliente, que escolhe a sua marca em meio a tantas outras pelo benefício e recompensa que oferece. Preço é o quanto o cliente paga. Valor é o que o cliente leva. E não há dinheiro no mundo que compre valor.


Fonte: Ideia de Marketing

Cadeirantes dão o troco e ocupam todas as vaga de estacionamento de uma rua e praça de Lisboa

Enviado por Redação em 19 de novembro de 2013, às 15:31:10

Semana passada dezenas de cadeiras de rodas ocuparam todas as vagas de estacionamento de uma rua e praça de Lisboa, em Portugal. Algumas delas com aquela típica desculpazinha que as pessoas dão quando ocupam a vaga destinada às pessoas com necessidades especiais.
A intenção da ação foi conscientizar aqueles que não respeitam o espaço reservado aos deficientes físicos nos estacionamentos.

Armazém Pará e o Outubro Rosa

Enviado por Redação em 15 de outubro de 2013, às 16:28:28

Mais uma notícia sobre esse grande movimento!  

Liga contra o câncer e Armazém Pará firmam parceria para campanha educativa sobre o câncer de mama.
 
Alerta para o câncer de mama, promovendo a mobilização da população para a importância do auto-exame. É com esse foco que o Armazém Pará e a Liga Norte-rio-grandense contra o Câncer firmarão importante convênio de cooperação.

 

Hoje, terça-feira, as duas instituições assinarão convênio, na sede do Armazém Pará. O trabalho conjunto garantirá uma ampla campanha educativa na mídia. Nas três lojas do Armazém Pará será feita uma ampla distribuição de folders com os clientes, onde haverá todas as informações sobre o auto-exame do câncer de mama, os tratamentos e a importância do diagnóstico precoce.



Fonte: O Jornal de Hoje. 

Outubro Rosa 2013

Enviado por Redação em 01 de outubro de 2013, às 14:17:41



O movimento de luta contra o câncer de mama nasceu nas cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, no início dos anos 90, e vem crescendo desde então.

 

Para quem não sabe, o rosa simboliza a cor da fita do movimento, que já alcançou proporção mundial.

 

Para conhecer mais sobre o assunto, click aqui.

 

Aniversário Bom Dia 10 Anos

Enviado por Redação em 30 de setembro de 2013, às 15:20:14

Jantar Beneficente

Escoteiros do RN

Enviado por Redação em 27 de setembro de 2013, às 15:36:46

O poder das cores

Enviado por Redação em 25 de setembro de 2013, às 13:58:43



Para mais informações a respeito desse assunto, click aqui. 

Festival de Tintas Armazém Pará

Enviado por Redação em 20 de setembro de 2013, às 16:30:24

 1  2  3  4  5 ... 62  Próximo »

nossos clientes

Conheça nosso portfolio e nossos clientes.



arquivo

categorias

siga ::